Saúde em Ação Menu

Linhas de Cuidado

Volume 1 - Manual do Gestor

Alimentação saudável

Alimentação saudável foi definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como a ingestão de alimentos adequados em quantidade e qualidade para suprir as necessidades nutricionais, permitindo um bom crescimento e desenvolvimento da criança.

As orientações apresentadas abaixo estão relacionadas à alimentação da criança após o período de aleitamento exclusivo, considerado ideal até os 6 meses de idade.

Esquema alimentar para crianças amamentadas:

Tabela 2

Esquema alimentar para crianças não amamentadas:

Tabela 2

Grupos de alimentos:

Tabela 3

Dez passos para uma alimentação saudável:

1. Oferta exclusiva de leite maternos até os 6 meses de idade, sem complementação de nenhum tipo

2. Introdução gradativa de outros alimentos a partir do 6º mês, mantendo o leite materno até os 2 anos ou mais

3. Após os 6 meses, complementação alimentar três vezes ao dia, se a criança estiver amamentando, ou 5 vezes ao dia, se estiver desmamada

4. Oferta de alimentos complementares de acordo com os horários de refeição da família, em intervalos regulares e respeitando o apetite da criança

5. Oferta de alimentos espessos e com colher no início da complementação, aumentando a consistência de forma gradativa

6. Oferta de alimentação variada e colorida

7. Estímulo ao consumo de frutas, verduras e legumes nas refeições

8. Uso moderado de sal evitando açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outros alimentos afins

9. Garantia de higiene, manuseio, armazenamento e conservação dos alimentos de forma adequada

10. Estímulo da criança doente e convalescente para a alimentação habitual e preferida, respeitando a sua aceitação

Após os 2 anos, tem início um período onde o ritmo de crescimento diminui e, concomitantemente, o apetite da criança. Nesse período, a abordagem familiar e a promoção de hábitos alimentares saudáveis são fundamentais e a equipe de saúde deve estar adequadamente capacitada para orientar a família e fornecer todas as informações necessárias. Atividades intersetoriais em escolas ou creches podem ampliar o impacto das ações educativas desenvolvidas com as famílias.



topo